Trajetórias e Tendências da centralidade de São Mateus(ES): A Importância de uma Cidade (SUB) Regional na Rede Urbana Capixaba

Nome: Soliane Bonomo
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 14/05/2010
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Eneida Maria Souza Mendonça Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Carlos Teixeira de Campos Júnior Examinador Interno
Cláudio Luiz Zanotelli Examinador Interno
Eneida Maria Souza Mendonça Orientador
Maria Encarnação Beltrão Sposito Examinador Externo

Resumo: O processo de evolução da centralidade urbana de São Mateus (ES) constituiu-se de três distintos períodos resultantes da atuação de agentes econômicos, sociais e políticos. Esses períodos se caracterizaram por dinâmicas econômicas e demográficas que contribuíram para a expansão urbana da cidade e resultaram na formação, no fortalecimento e na redefinição da sua centralidade. A análise desse processo foi realizada a partir da seleção e investigação de algumas variáveis socioeconômicas, cujos resultados obtidos possibilitaram identificar as interações espaciais e o significado regional de São Mateus ao longo do tempo. Nesse sentido, o estudo revelou que São Mateus sempre manteve relações constantes tanto com seu espaço regional, quanto com centros urbanos de hierarquia superior e que, desde a sua gênese, sempre foi considerada um local central com capacidade de receber e fixar migrantes de diferentes localidades e de ofertar uma variedade considerável de bens e serviços. Atualmente, a ampliação da oferta de serviços, verificada em especial através da investigação dos segmentos da saúde e da educação, tem contribuído para a alteração das formas de consumo e da estruturação urbana em São Mateus, com a diversificação das atividades comerciais e a expansão do mercado imobiliário. Os resultados alcançados apontaram uma tendência à redefinição da estrutura interna da cidade por meio do surgimento de novas áreas de concentração de atividades comerciais e de serviços, bem como de novos espaços de moradia para atender à demanda habitacional de distintas camadas sociais. A pesquisa revelou ainda a redefinição da posição hierárquica de São Mateus, que, em relação a outras centralidades não-metropolitanas do Estado, apresentou um movimento ascendente mais significativo. Assim, mediante as tendências apontadas e a forma de inserção e de articulação de São Mateus no espaço regional, reconhece-se a possibilidade da sua emergência enquanto cidade média, permanecendo como a principal cidade da macrorregião Norte do Espírito Santo e um importante nó da rede urbana capixaba.
Palavras-chave: rede urbana, centralidade urbana, interações espaciais, cidade média

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910