MODERNIDADE, ESTABELECIMENTOS CINEMATOGRÁFICOS E
DINÂMICA DA CENTRALIDADE INTRAURBANA: RELAÇÕES E
PROCESSOS NA CONSTITUIÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE
VITÓRIA

Nome: Lucas Barata Wingler
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 11/12/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Eneida Maria Souza Mendonça Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Eneida Maria Souza Mendonça Orientador
Luis Carlos Tosta dos Reis Examinador Interno
Milton Esteves Junior Examinador Externo

Resumo: Este estudo busca compreender a relação que diversos ambientes que realizaram
exibição cinematográfica, enquanto representações da modernidade e aqui
conceituados como “estabelecimentos cinematográficos”, possuíram e ainda
possuem com o espaço urbano da capital do Estado do Espírito Santo, Vitória, e sua
região metropolitana. Dentro deste recorte espacial, investiga-se como estas formas
urbanas se espacializaram no contexto da dinâmica da centralidade intraurbana entre
os anos de 1901 (ano da primeira exibição cinematográfica em um ambiente fechado
em Vitória) e o presente ano de 2020. Como processos metodológicos de
operacionalização da pesquisa, primeiramente, foi realizado um levantamento
bibliográfico em acervos físicos e digitais, seguido da formulação da problemática, e
por fim, foi executada uma organização das temáticas discutidas nesta dissertação,
quer sejam: os processos e aspectos relativos à centralidade dentro das perspectivas
de pesquisas sobre urbanização; a constituição do espaço urbano da capital capixaba;
o mercado cinematográfico e sua relação com o espaço urbano e o shopping center
como lócus privilegiado da alocação hegemônica da atividade cinematográfica a partir
da década de 1990. Entre os resultados da pesquisa destacam-se um modelo de
sistematização da dinâmica espacial-temporal em Períodos de Análise dos
estabelecimentos cinematográficos nos municípios que atualmente compõem a
RMGV, associando-os com as características de urbanização da capital; um quadrosíntese com informações descritivas; o registro dos usos atuais e quais outras
atividades (econômicas e não-econômicas) ocuparam os edifícios ou locais onde
estavam instalados e a identificação dos agentes (indivíduos e/ou
entidades/organizações) relacionados à atividade e o mercado cinematográficos na
escala local em diferentes temporalidades.
Palavras-chave: estabelecimentos cinematográficos; atividade cinematográfica;
espaço urbano; centralidade intraurbana; Vitória.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910