DESNATURALIZAÇÃO dos Sistemas Fluviais Urbanos: o Caso do Canal da Costa e do Canal Bigossi, Vila Velha (es) .”

Nome: Marcus Vinícius Oliveira Sartório
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 02/04/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Andre Luiz Nascentes Coelho Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Andre Luiz Nascentes Coelho Orientador
Cláudia Câmara do Vale Examinador Interno
Giovanilton André Carreta Ferreira Examinador Externo

Resumo: Notadamente os rios urbanos vêm sofrendo intervenções em razão da expansão urbana dos grandes centros. Apesar da relação íntima entre as cidades e os rios através dos tempos, os conflitos gerados pela urbanização têm trazido à tona uma redução do valor de sua presença, passando a serem vistos como um obstáculo ao crescimento das cidades. O que observou-se na cidade de Vila Velha, no estado do Espírito Santo, foi a completa desnaturalização do sistema fluvial em detrimento da expansão da cidade e à manutenção dos eventos de inundação que ocorrem na planície costeira onde está situada. Diante deste cenário o objetivo central da pesquisa é investigar o processo evolutivo da desnaturalização do sistema fluvial dos canais da Costa e Bigossi com base em uma abordagem sistêmica, identificando a relação entre o crescimento da cidade de Vila Velha e as modificações realizadas nos canais e em sua bacia de drenagem. Sob a visão sistêmica buscou-se identificar os aspectos geomorfológicos que caracterizam a área de estudo, e os elementos inseridos pelo homem, responsáveis pela modificação do sistema inicial. Estes novos elementos na dinâmica fluvial foram identificados como a canalização dos rios, a criação de novos canais e a impermeabilização da bacia de drenagem. Verificou-se que as modificações realizadas nos rios e na planície não somente desconsideraram a dinâmica natural do ambiente no qual estão situadas, como também foram responsáveis pela completa descaracterização dessas áreas, transformando o estado de equilíbrio do sistema que consiste em uma planície de inundação, gerando um ambiente mais vulnerável às inundações.
Palavras-chave: rios urbanos; sistema fluvial; desnaturalização; abordagem sistêmica

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910